Participação e redes sociais na região noroeste de Santos

Rui Teixeira Lima Junior, Rosilda Mendes, Angela Cappozollo, Alexandre Henz, Beatriz Maia Souza, Isabela Pessoni, Muriel Gracelli, Kátia Moreira, Pâmela Bueno, Tainah Iaizzo, Vinícius Andrade

Resumo


Este trabalho relata os resultados de um projeto de extensão universitária que vem sendo realizado por professores e estudantes da UNIFESP Baixada Santista na região Noroeste de Santos?SP. Cenário de grande vulnerabilidade social a região possui cerca de 120 mil habitantes e é caracterizada, entre outros, por ser um território de desigualdades sociais, sem acesso à infraestrutura básica, colocando sua população em situação de vulnerabilidade. Este projeto busca identificar grupos e pessoas, bem como mostrar as relações que estabelecem entre si e como se articulam para desenvolver ações locais; analisar os dados da rede social de modo a contribuir na análise do tecido social e permitir encontros que possam potencializar ações coletivas que interferem nas condições de vida. No ano de 2009 foi desencadeado o estudo por meio da indicação de três pessoas, designados pela sua qualidade de liderança que indicaram outras três, e assim sucessivamente. Através da construção de narrativas foram registrados: a história de vida, o percurso político, desejos, inserção na rede de instituições locais, ações e problemas da região a partir das “lideranças” identificadas. Já em 2011 foram realizadas Oficinas Participativas que tiveram o intuito de disparar e possibilitar um espaço de discussão e troca que disparasse o diálogo entre esses identificados a partir das indicações dos demais participantes. Os temas identificados pelos atores sociais giraram em torno da relação entre as lideranças/militantes com o poder público, organização para a cidadania; e identificação coletiva dos principais problemas que afetam a todos. Nesse momento (2012), o projeto encontra?se na fase de aproximação a duas entidades (“Pastoral da Sobriedade” e “Creche de tia Egle”) produtoras de ações sociais entre a comunidade, para potencializar as ações coletivas na região. Por fim, desejamos apontar que o alto grau de vulnerabilidade social que se apresenta na região noroeste aponta uma série de questões que comprometem diretamente as condições de vida e saúde dos que ali residem. O conceito de saúde aqui presente deve ser entendido na sua forma mais ampla, no qual saúde não significa apenas ausência de doença, mas envolve aspectos amplos e complexos do ser humano. Nesse sentido, pretendemos contribuir para o aprofundamento da temática da participação social e da constituição de redes sociais em contexto de grande vulnerabilidade.

Palavras-chave


Participação social. Narratividade. Redes sociais.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.