Confecção de tabuleiro de fisioterapia a baixo custo a partir de resíduos de madeira

Juliana Cortez Barbosa, Bruno Santos Ferreira, Felipo Augusto Pereira, Sâmique Kyene de Carvalho Araújo, Sarah Camargo de Oliveira, Wesley Pareschi Soares

Resumo


Introdução: Em decorrência dos elevados custos de diversos equipamentos de fisioterapia e terapia ocupacional encontrados no mercado aliados ao potencial florestal da região de Itapeva-SP e a possibilidade de aproveitamento de resíduos industriais do setor moveleiro foi desenvolvido no Laboratório de Mobiliário da UNESP/Itapeva em parceria com a Unidade de Pronto Socorro de Fraturas de Salto, um tabuleiro para exercícios manuais a baixo custo. Este tabuleiro de Atividades de Vida Diária é um dos recursos da cinesioterapia utilizado para a reabilitação de punho, mão e dedos, com o propósito de ganhar força muscular e movimentos finos. Objetivos: Desenvolver equipamentos portáteis em madeira que reproduzam as atividades cotidianas de forma miniaturizada a um custo reduzido, para serem empregados na reabilitação de mãos, em idosos e acidentados, assim como em crianças com necessidades especiais, no desenvolvimento cognitivo e motor, a fim de promover a inclusão social e elevar a qualidade de vida dos mesmos. Métodos: Foram utilizados como matéria-prima, resíduos doados ao UNESP/Itapeva pela indústria moveleira da região, utilizando a infra-estrutura do Laboratório de Mobiliário. Após a construção do primeiro protótipo, foram reproduzidas outras unidades com novas atividades focadas especialmente às crianças com necessidades especiais, baseada em jogos pedagógicos encontrados em Centros Educacionais e bibliografias pertinentes. Foram também estabelecidas parcerias com órgãos públicos relacionados à saúde e educação para a avaliação/realimentação dos protótipos elaborados através da doação destes equipamentos a Centros de Saúde e Educação Especial. Outras parcerias foram buscadas visando à fabricação dos equipamentos e geração de trabalho/renda para pequenos empreendimentos econômicos da região, como a Marcenaria Rural de Mulheres e Jovens. Resultados: Através deste projeto foi possível realizar uma ampla articulação junto à comunidade com caráter educativo (capacitação das marceneiras), científico e tecnológico (registro da patente na AUIN) que envolvem trabalhos com docentes, discentes e parcerias com diversos segmentos da sociedade, contribuindo para inovações no projeto. Pelo interesse dos profissionais das áreas médicas e educacionais pode-se afirmar que o projeto tem potencial para gerar trabalho/renda e promover o desenvolvimento nesta região que apresenta um dos menores IDH do Estado de São Paulo.Outro resultado importante é a atuação dos alunos em trabalhos práticos multidisciplinares em Centros de Reabilitação de Idosos, Acidentados e Crianças, conseguindo através da observação de suas limitações, projetar/construir/aplicar seus conhecimentos na construção de equipamentos em madeira que possam beneficiar pessoas excluídas da sociedade.


Texto completo:

PDF


Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.