Uma experiência de investigação social no Baixo Amazonas

Ramon Felipe Bicudo Silva, Jandira Liria Biscalquini Talamoni

Resumo


O Estado do Amazonas, marcado pela presença da maior bacia hidrográfica do mundo e detentor de uma rica diversidade biológica, corresponde à porção da Amazônia brasileira que apresenta vida típica ribeirinha, embora esta não seja exclusividade daquele estado. Neste artigo é relatada a importância de se conhecer a realidade local de uma determinada população, para que seja possível a elaboração de projetos que atendam às reais necessidades daquele grupo e que garantam a exploração dos recursos naturais, através de praticas sustentáveis, permitindo a conservação do meio ambiente e a melhoria da qualidade de vida da população. Este trabalho resultou de uma pesquisa de campo, realizada nos meses de julho e agosto de 2005, no município de Boa Vista do Ramos (AM). O grupo envolvido neste estudo foi constituído por uma população ribeirinha nativa daquela região, representada por pequenas comunidades que só têm acesso à sede municipal através de precárias estradas ou, em alguns casos, apenas por meio de embarcações fluviais e que vivem da exploração da madeira, da pesca, da produção de farinha-de-mandioca e da exploração de outros produtos florestais não madeireiros.

Palavras-chave


Amazônia. População ribeirinha. Sustentabilidade.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.