Estudo exploratório no ensino médio com abordagem voltada para a saúde, pressão alta e plantas medicinais

Gisele Lopes, Maria José Queiroz de Freitas Alves, Renato Eugenio da Silva Diniz

Resumo


Baseado nos Parâmetros Curriculares Nacionais, este trabalho avaliou a importância do tema transversal Saúde, bem como investigou junto aos alunos da primeira série do ensino médio os conhecimentos deles sobre hipertensão e plantas medicinais em contexto educacional. Os dados analisados foram obtidos através de um questionário qualitativo aberto, de aplicação direta. Verifica-se, mediante dos dados recolhidos, que os alunos demonstram falta de conhecimento sobre a doença, porém, tem grande interesse pela hipertensão e ação terapêutica das plantas medicinais, sem que a escola e os professores deem pleno apoio e direcionamento metodológico. Acreditamos que uma das razões da não-abordagem seja a falta de materiais de apoio. Abordar a saúde como tema transversal no currículo torna a escola formadora de protagonistas, que sejam capazes de participar de decisões relativas à saúde individual e coletiva, e de valorizá-la como direito e responsabilidade social.

 

Palavras-chave


Hipertensão. Plantas medicinais. Educação em saúde. Material educativo.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, U. F. de. Temas transversais em educação: bases para uma educação integral. 2. ed. Campinas: Ática, 1998.

ARAÚJO, U.F. Temas Transversais e a estratégia de projetos. São Paulo: Moderna, 2003.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Edições 70. Lisboa, 2004.

BRASIL. Secretaria de educação do Ensino Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: SEF, 1996.

BRASIL. Secretaria de educação fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Saúde. Brasília: SEF,1997.

BRASIL. Secretaria de educação fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental. Brasília: SEF, 1998.

BRASIL. Secretaria de educação fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: meio ambiente e saúde. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. v. 9.

BRASIL. Secretaria de educação média e tecnológica. PCN + ensino médio: Orientações educacionais complementares aos parâmetros curriculares nacionais. Brasília: SEMTEC, 2002.

BRASIL. Secretaria de educação do Estado de São Paulo. Proposta Curricular do Estado de São Paulo: Ciências. São Paulo: SEE, 2008.

BUSQUETS, M. D. et al. Temas transversais em educação: bases para uma formação integral. 6. ed. São Paulo: Ática, 2000.

CAMPANARIO, J. M.; MOYA, A. Cómo enseñar Ciências? Principales tendências y propuestas. Enseñanza de las Ciencias, v. 17, n. 2, p. 179-192, mar. 1998. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2010.

KRASILCHIK, M.; MARANDINO, M. Ensino de ciências e cidadania. 1. ed. São Paulo: Moderna, 2004.

LABES, E. M. Questionário: do planejamento à aplicação na pesquisa. 1. ed. Chapecó: Grifos, 1998.

MUNDIM, J. V; SANTOS, W. L. P. Ensino de ciências no ensino fundamental por meio de temas sociocientíficos: análise de uma prática pedagógica com vista à superação do ensino disciplinar. Ciênc. educ. (Bauru), Bauru , v. 18, n. 4, p. 787-802, 2012. Disponível em . access on 02 Aug. 2017.

OCA, de I. C. M. Que aportes ofrece La investigación mas reciente sobre aprendizaje para fundamentar nuevas estratégicas didácticas? Revista Educación, v. 19, n. 1, p. 7-16, 1995.

LOMÔNACO, A. F. S. Concepções de saúde e cotidiano escolar - o viés do saber e da prática, 2004. Disponível em:. Acesso em: 01-08-2017.

PEDRANCINI, V. D. et al. Ensino e aprendizagem de Biologia no ensino médio e a apropriação do saber científico e biotecnológico. Enseñanza de las Ciencias, v. 6, n. 2, p. 299-309. 2007. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2010.

RATCLIFFE, M.; GRACE, M. Science education for citizenship: teaching socioscientific issues. Maidenhead: Open University Press, 2003.

SALGADO, J. M. Previna doenças: faça do alimento o seu medicamento. 7. ed. São Paulo: Madras, 2003.

SANTOS, W. L. P.; SCHNETZLER, R. P. Ciência e educação para a cidadania. In: CHASSOT, A.; OLIVEIRA, R. J. (Org.). Ciência, ética e cultura na educação. São Leopoldo: Editora Unisinos, 1997. p. 255-270.

SAVIANI, D. Pedagogia Histórico-crítica: primeiras aproximações. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2000.




Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.