Potencialidades das saídas a campo: reflexões a respeito do ensino de física e meio ambiente

José Jorge Vale Rodrigues, Andreia Aparecida Guimaraes Strohschoen, Miriam Inês Marchi

Resumo


Considerando que a abordagem científica fora da sala de aula pode ser bastante promissora, este artigo pretende mostrar o potencial do Parque Witeck, localizado na cidade de Novo Cabrais-RS, por meio de um trabalho de saída a campo desenvolvido por estudantes do Mestrado em Ensino de Ciências Exatas da UNIVATES. Diante das recorrentes alterações ambientais que a atividade humana vem provocando na Natureza, surge a necessidade de conscientizar os estudantes com Educação Ambiental. O objetivo desde trabalho é descrever a importância da compreensão dos principais aspectos científicos envolvidos com a preservação ambiental. Realizou-se uma pesquisa qualitativa e verificou-se que as saídas a campo podem ser uma boa estratégia para o ensino de Física e Meio Ambiente, uma vez que permitem explorar os fenômenos físicos, possibilitando o contato direto com o objeto de estudo. Assim, acreditamos que esta metodologia de ensino pode ser eficiente na formação dos estudantes, para que eles compreendam de forma crítica e reflexiva as principais questões presentes na nossa sociedade, como os problemas ambientais, e busquem contribuir para a solução deles.

Palavras-chave


Ensino de Física. Meio Ambiente. Educação Ambiental

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.