Divulgando fisiologia na escola: ênfase nos benefícios da atividade física

Caroline Altermann, Pedro Franco, Mauren Souza, Pâmela Billig Mello-Carpes

Resumo


Estratégias de educação em saúde podem beneficiar a formação de cidadãos capazes de intervir em benefício da melhoria dos níveis de saúde individual e/ou coletiva. Considerando a importância da fisiologia para entendimento do funcionamento e das respostas do organismo em diferentes situações é importante introduzir noções de fisiologia às crianças, para que elas possam compreender as modificações e adaptações que acontecem quando, por exemplo, praticamos exercícios, assim como os benefícios desta prática. Neste sentido, o presente artigo visa relatar o impacto de ações de divulgação e popularização da Fisiologia, com ênfase nos efeitos fisiológicos e benefícios da atividade física para a saúde, junto a estudantes da rede pública de Educação Básica. Verificamos que as ações permitiram uma aproximação da escola/comunidade com a universidade e contribuíram para o entendimento dos processos fisiológicos e benefícios da atividade física para a saúde. As ações constituíram uma forma de construção de conhecimentos e auxiliaram no ensino-aprendizado e promoção da educação em saúde na escola. Além de contribuírem para a formação dos alunos de graduação envolvidos.


Palavras-chave


Fisiologia. Educação. Escola. Divulgação da ciência.

Texto completo:

PDF

Referências


BOHN, A. et al. Schoolchildren as lifesavers in Europe - training in cardiopulmonary resuscitation for children. Best Pract. Res. Clin. Anaesthesiol., Amsterdam, v. 27, n. 3, p. 387-396, 2013.

DUARTE, V. S. et al. Brincando com a fisiologia humana: relato de uma extensão universitária. Revista Ciência em Extensão, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 98-106, 2012.

FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE. Diretrizes de educação em saúde visando à promoção da saúde: documento base - documento I. Brasília: Funasa, 2007.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GALVÃO, V. S. O ensino da fisiologia humana: um estudo com estudantes da fonoaudiologia envolvendo o tema ‘homeostasia’. Investigações Ensino Ciênc., Porto Alegre, v. 14, n. 2, p. 255-280, 2009.

LARA, M. V. et. al. Objetos de aprendizagem como coadjuvantes do processo de ensino aprendizagem de Fisiologia humana. Rev. Ensino Bioquím. São Paulo, v. 12, n. 1, p. 35-47, 2014.

MOURA, M. P. (Org.). Educação científica e cidadania: abordagens teóricas e metodológicas para a formação de pesquisadores juvenis. Belo Horizonte: UFMG / PROEX, 2012.

SERRANO, R. M. S. M. Conceitos de extensão universitária: um diálogo com Paulo Freire. [S. l.]: Grupo de Pesquisa em Extensão Popular, 2013.




Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.