Extensão universitária e as ações educativas para o controle dos vetores da doença de Chagas em Santa Cruz - RN

Franklin Learcton Bezerra de Oliveira, Mirley Cristina Viana Martins de Oliveira, Thaís Gomes da Cruz, Jaine Maria de Pontes Oliveira, Ralyne de Melo Araújo, Naama Samai Costa Oliveira, Dany Geraldo Kramer Cavalcanti e Silva, José Jailson de Almeida Júnior

Resumo


Objetivo: Apresentar as ações realizadas pelo Projeto de Extensão Vigilância Ambiental em Saúde: ações de controles da Doença de Chagas no município de Santa Cruz/RN. Método: Trata-se de um estudo descritivo do tipo relato de experiência sobre as ações realizadas por discentes em um projeto de extensão. Resultado e dsicussão: O trabalho fez com que a população assistida tivesse uma maior preocupação ao seu ambiente interno e externo. As ações educativas na rádio, eventos itinerantes e no domicílio reforçaram a preocupação da transmissão da doença e redução dos criadouros do vetor. Conclusão: Com isso, nota-se a importância de projetos de ação como esse que visem a prevenção da doença, estimulando a prática de medida simples de controle que envolvam não só o trabalho da equipe técnica de saúde, mas também a participação, comprometimento e envolvimento rotineiro da população.

Palavras-chave


Triatominae; Doença de chagas; Educação em saúde

Texto completo:

PDF

Referências


FÓRUM DE PRÓ-REITORES DE EXTENSÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS (FORPROEX). Política Nacional de Extensão Universitária. Manaus, 2012. Disponível em: . Acesso em: 17 nov. 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo 2010. Brasília, DF, 2010. Disponível em: . Acesso em: 17 nov. 2015.

MARQUES, J. et al. As manifestações de ECG do maior surto da doença de Chagas devido a infecção oral na América Latina. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 101, n. 3, p. 249-254, set. 2013. Disponível em:. Acesso em: 26 dez. 2014.

MENDES, P. C. Aspectos ecológicos e sociais da Doença de Chagas no Município de Uberlândia, Minas Gerais. 2008. Tese (Doutorado)- Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2008. Disponível em:. Acesso em: 20 dez. 2014.

RIBEIRO, A. R. et al. Trypanosoma cruzi strains from triatomine collected in Bahia and Rio Grande do Sul, Brazil. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 48, n. 2, p. 295-302, abr. 2014. Disponível em: . Acesso em: 21 dez. 2014.

SANTOS, J. P.; COSTA, M. F. L.; PEIXOTO, S. V. Aspectos nutricionais associados à infecção crônica pelo Trypanosoma cruzi (Chagas 1909) entre idosos: Projeto Bambuí. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 29, n. 6, p. 1141-1148, jun. 2013. Disponível em: . Acesso em: 30 nov. 2014.

SILVEIRA, A. C.; DIAS, J. C. P. O controle da transmissão vetorial. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Uberaba, v. 44, supl. 2, p. 52-63, 2011. Disponível em:. Acesso em: 23 dez. 2014.

THIERS, C. A. et al. Disfunção autonômica e anticorpos contra receptores anti-m2 e anti-β1 em pacientes chagásicos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 99, n. 2, p. 732-739, ago. 2012. Disponível em:. Acesso em: 26 dez. 2014.

TELES, W. S. et al. Doença de Chagas infanto juvenil em área rural do nordeste brasileiro: risco de transmissão e reflexões sociais. Interfaces Científicas, Aracajú, v. 3, n. 1, p. 9-18, out. 2014. Disponível em: . Acesso em: 20 dez. 2014.

VASCONCELOS, A. S. O. B. Índice de infestação e infecção de triatomíneos por Trypanosoma cruzi na região sudeste do Estado do Ceará. 2013. 76 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas)- Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013. Disponível em: . Acesso em: 22 dez. 2014.




Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.