Programa de saneamento da água de poços rasos de escolas públicas rurais do município de Ibiúna-SP

Francisco Rafael Martins Soto, Yara S. K. Fonseca, Marcia R. Risseto, Maria de Lourdes B. Arini, Daniel S. Marchette, Cristina da Conceição Camargo

Resumo


Este trabalho teve por objetivo implantar o programa de saneamento da água de poços rasos de todas as escolas da zona rural do Município de Ibiúna. Para a sua realização, foram colhidas amostras de água em 50 escolas, antes e após as intervenções, para análise microbiológica e físico-química. Foram identificados os principais fatores de risco de contaminação da água. Foram instalados sistemas alternativos de cloração e fluoretação e, ainda, desenvolvidas ações educativas com as pessoas envolvidas no trabalho. O resultado microbiológico, após as intervenções, mostrou que o programa foi satisfatório, com a ausência de coliformes em todas as amostras pós-intervenção. A associação e a inclusão do flúor permitiu concentrações adequadas deste elemento na água. Sobre os fatores de risco de contaminação, os mais importantes foram a manutenção, informação, controle de qualidade da água e condições de higiene e conservação dos reservatórios. A educação em saúde das pessoas envolvidas foi importante para a manutenção e ampliação do programa.

Palavras-chave


poços rasos, saneamento, escolas, fatores de risco

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.