Ligas Acadêmicas de Medicina: extensão das ciências médicas à sociedade

Pedro Tadao Hamamoto Filho, Vinicius Cunha Venditti, Cristiano Claudino Oliveira, Henrique Claudio Vicentini, Silvana Artioli Schellini

Resumo


Ligas Acadêmicas (LAs) são entidades estudantis destinadas ao aprofundamento em determinada área do conhecimento para sanar demandas sociais. O contato dos estudantes com a comunidade lhes permite atuar como agentes de transformação social e lhes propicia a oportunidade de atender a indagações profissionais. A Faculdade de Medicina de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista (FMB/UNESP), possui 17 LAs que desenvolvem diversas atividades no município de Botucatu e região. Acredita-se que esta inserção das LAs na comunidade contribui com a transformação da relação entre universidade e sociedade.  As LAs, entretanto, não podem ser simples sociedades científicas para especialização precoce dos estudantes. Para evitar este risco, as LAs precisam ser avaliadas para que se garanta articulação entre atividades de ensino, pesquisa e extensão, visando à melhoria do Sistema Único de Saúde brasileiro. Neste artigo, apresentamos as LAs da FMB/UNESP como exemplos de extensão universitária em que o conhecimento científico é utilizado a serviço da sociedade, ponderando-se, por outro lado, a importância de que não reforcem vicíos acadêmicos, mas aperfeiçoem a relação entre Universidade e comunidade.


Palavras-chave


Ligas Acadêmicas. Medicina. Extensão Universitária.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.