Plantas medicinais: integrando universidade e comunidade

Roberta Paulert, Patricia da Costa Zonetti, Carina Kozera, Suzana Stefanello, Letícia Bortolozo Trevisan

Resumo


Ao mesmo tempo em que resgata a utilização e valoriza a tradição do uso popular das plantas medicinais, as experiências acumuladas investem na disseminação do conhecimento e de produtos para despertar o interesse científico da comunidade e de acadêmicos. Com o objetivo de resgatar o uso, explicar e orientar sobre o acesso seguro e ao uso racional das plantas medicinais, aromáticas e condimentares, além de buscar a utilização sustentável da biodiversidade, diferentes atividades foram realizadas em eventos de parceria entre universidade e cooperativas. Os eventos foram em comemoração ao Dia do Cooperativismo (Dia C) que acontece em todo o país para difundir a cultura de cooperação. Assim, as atividades extensionistas do XXX foram vinculadas as iniciativas de sete cooperativas locais e trabalharam, em conjunto, na promoção de ações para a melhoria da qualidade de vida da população. Através da cooperação, em 2017 e 2018, aproximadamente 1.000 mudas de plantas medicinais foram distribuídas e cerca de 1.500 pessoas puderam esclarecer dúvidas. Também foram distribuídos sachês, chás e folheto informativo. As atividades envolveram alunos de graduação como agentes de transformação social e de interação com a comunidade. Os acadêmicos receberam, além do conhecimento, horas formativas como complemento à graduação. A proposta garantiu o fortalecimento das ações contínuas de extensão na região Oeste do Paraná, auxiliou na difusão da utilização correta das plantas medicinais e também na melhoria da saúde da comunidade.


Palavras-chave


Promoção da saúde. Dia de cooperar. Uso popular.

Texto completo:

PDF

Referências


ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira, 1ª edição, Primeiro Suplemento, 2018.

BOLSON, M. et al. Ethno-medicinal study of plants used for treatment of human ailments, with residents of the surrounding region of forest fragments of Paraná, Brazil. Journal of Ethnopharmacology, Irlanda, v. 161, p. 1- 10, 2015.

CORRÊA JÚNIOR, C. et al. Cultivo agroecológico de plantas medicinais, aromáticas e condimentares. Curitiba: Instituto Emater, 2013, 76 p.

CORRÊA JUNIOR, C.; SCHEFFER, M. C. As plantas medicinais, aromáticas e condimentares e a agricultura familiar. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 32, n. 3, 2014.

DUTRA, R. C. et al. Medicinal plants in Brazil: pharmacological studies, drug discovery, challenges and perspectives. Pharmacological Research, v. 112, p. 4 - 29, 2016.

FREITAS, M. L. Dia C mostra a força das cooperativas em 400 cidades. Disponível em: http://diac.somoscooperativismo.coop.br/noticia/dia-c-mostra-a-forca-das-cooperativas-em-400-cidades. Acesso: 19 julho 2019.

NEGRELLE, R. R. B. et al. Análise prospectiva do agronegócio gengibre no estado do Paraná. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 23, n. 4, p. 1022-1028, 2005.

ONU, 2019. Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Disponível em: https://nacoesunidas.org/wp-content/uploads/2015/10/agenda2030-pt-br.pdf. Acesso: 19 julho 2019.

PAULERT, R. et al. Utilização popular de plantas medicinais nos clubes de mães de Palotina – PR. Revista Ciência em Extensão, São Paulo, v.10, n.2, p.55-64, 2014.

RUPPELT, B. M. et al. Plantas medicinais utilizadas na região oeste do Paraná. Curitiba: Editora da UFPR, 2015. 126 p.

STEFANELLO, S. et al. Levantamento do uso de plantas medicinais na Universidade Federal do Paraná, Palotina – PR, Brasil. Revista Extensão em Foco, Curitiba, n. 15, p. 15-27, 2018.

TRENTO FILHO, A. J. et al. Caracterização da produção de plantas medicinais, aromáticas e condimentares no território Centro-sul do Paraná. Ambiência, v. 6, n. 3, p. 511 – 520, 2010.

VEIGA JÚNIOR, V.G.; PINTO, A. C. Plantas Medicinais: cura segura? Química Nova, São Paulo, v. 28, n. 3, p. 519 – 528, 2005.

ZENI, A. L. B. et al. Utilização de plantas medicinais como remédio caseiro na atenção primária em Blumenau, Santa Catarina, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 22, n. 8, p. 2703-2712, 2017.

ZONETTI, P. C. et al. Crianças e plantas medicinais: o conhecimento por meio de atividades lúdicas. Revista Expressa Extensão, Pelotas, v. 24, n. 1, p. 63 - 76, 2019.




Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária e Cultura - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.