Avaliação da qualidade da água utilizada na produção de alimentos

Luana Stepaniack, Keli Cristina Wegermann Baranoski, Flávio Miguel Cancelier Soranso, Edineia Paula Sartori Schmitz, Karina Ramirez Starikoff

Resumo


A água é um componente essencial para a vida e a sua qualidade é indispensável, pois além de ser consumida, ainda é amplamente utilizada na produção de alimentos. Quando da má qualidade da água, esta pode causar diversos problemas à saúde humana e também animal, e dentre um dos patógenos está a Escherichia coli, uma bactéria do grupo de coliformes termotolerantes que é encontrada no trato gastrointestinal de animais e humanos, e quando presente em água, é considerada uma contaminação fecal. A água para ser considerada potável deve apresentar características dentro das exigidas pela legislação vigente. Assim, este estudo tem como objetivo apresentar as atividades desenvolvidas pelo projeto de extensão que avalia a qualidade da água utilizada na produção de alimentos em estabelecimentos da agricultura familiar (propriedades leiteiras e agroindústrias) localizados no Sudoeste do Paraná. Foram coletadas 9 amostras de água, sendo 6 de distintas agroindústrias e três de diferentes locais em uma propriedade. Estas amostras foram submetidas a análise microbiológica, onde realizou-se contagem bacteriana total, coliformes totais, coliformes termotolerantes e teste IMViC para detecção de Escherichia coli. Além disso, foram realizados testes físico-químicos para verificar pH, dureza total, concentração de íons cálcio e íons magnésio e turbidez da água. Os resultados apontaram potabilidade de apenas duas amostras, sendo estas de agroindústrias. As demais amostras apresentaram alguma alteração, com presença de coliformes ou alterações na análise físico-química, além do que, três das seis amostras apresentaram contaminação fecal na água, sendo detectada a presença de E. coli.


Palavras-chave


Enterobactéria. Contaminação Fecal. Microbiologia.

Texto completo:

PDF

Referências


ABDALLA, K. V. P. et al. Avaliação da dureza e das concentrações de cálcio e magnésio em águas subterrâneas da zona urbana e rural do município de Rosário-MA. XVI Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas e XVII Encontro Nacional de Perfuradores de Poços. São Luís, MA. 2010.

AMARAL, L. A. et al. Água de consumo humano como fator de risco à saúde em propriedades rurais. Revista Saúde Pública. São Paulo, 37(4): p. 510-4, 2003.

ANDRADE, N.J. Higienização na Indústria de Alimentos: Avaliação e controle da adesão de biofilme de bacterianos. São Paulo: Livraria Varela, 2008. p. 420.

BRASIL. Fundação Nacional da Saúde. Manual Prático de Análise de Água. Ministério da Saúde. FUNASA. Brasília, DF, 2006.

BRASIL. Portaria de Consolidação n° 5, de 28 de setembro de 2017. Ministério da Saúde. Brasília, DF. p.444. set. 2017.

BRUZANELLO, E. B. et al. Determinação de Coliformes Totais e Termotolerantes na Água do Lago Municipal de Cascavel, Paraná. Revista Brasileira de Biociências. Porto Alegre, v. 6, supl. 1, p. 59-60, set. 2008.

CASTRO, V. G. Utilização da Água na Indústria de Alimentos. 2006. 45f. Trabalho monográfico (Especialização) - Pós-graduação em Higiene e Inspeção de Produtos de Origem Animal e Vigilância Sanitária, Universidade Castelo Branco São Paulo, 2006.

CHAVES, K. F. et al. Avaliação Microbiológica da Água Empregada em Laticínios da Região de Rio Pomba-MG. Unopar Científica Ciências Biológicas e da Saúde, v. 14 n. 4. 2010.

FIGUEIREDO, R.M. Programa de Redução de Patógenos e Padrões e

Procedimentos Operacionais de Sanitização. Coleção Higiene dos

Alimentos - vol. 01. São Paulo: Manole, 1999.

FORSYTHE, S. J. Microbiologia da segurança dos alimentos. 2. ed. Porto Alegre: Artmed Editora, 2013. 607 p.

GUERRA, M. G. et al. Disponibilidade e Qualidade da Água na Produção de Leite. Acta Veterinaria Brasilica, Mossoró, v. 5, n. 3. 2011.

LEITE et al. Análise microbiológica da água utilizada em abatedouro de aves no interior da Paraíba. Revista Agropecuária Técnica - AGROTEC. Areia, PB, v. 39, n. 2, 2016.

NAIME, R. H., CARVALHO, S., NASCIMENTO, C. A. Avaliação da Qualidade da Água Utilizada nas Agroindústrias Familiares do Vale dos Sinos. Revista em Agronegócios e Meio Ambiente, Maringá - PR, v.2, n.1, p. 105-119, 2009.

PÁDUA, H. B. Águas com dureza e alcalinidade elevadas conceitos e comportamentos ambientais observações iniciais na Região de Bonito/MS.2001. Disponível em:. Acesso em:15 fev. 2019.

ORO, D.; SCAPIN, D.; ROSSI, E. M. Qualidade microbiológica da água utilizada para consumo humano na região do extremo oeste de Santa Catarina, Brasil. Rev Inst Adolfo Lutz, São Paulo, v. 71, n. 3. 2012.

RIGOBELO, E. C. et al. Padrão físico-químico e microbiológico da água de propriedades rurais da região de Dracena. Revista Acadêmica: Ciências Agrárias e Ambientais. Curitiba – Pr, v. 7, n. 2, p. 219-224, 2009.

SILVA, N. Manual de Métodos de análise Microbiológica de Alimentos e Água. 4. ed. São Paulo: Varela, 2010.

TOMAZI, T.; SANTOS, M. V. Prejuízos de longo prazo da mastite clínica causada por Escherichia coli.2015. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2019.

TROVATI, J. A Importância do Tratamento de Água em Caldeiras e

Sistemas de Resfriamento. Portal Tratamento de Água. Disponível em

. Acesso em: 15 fev. 2019.

VASCONCELOS, A. V.; SILVA, M. R. Avaliação físico-química e microbiológica da qualidade da água de pequenos laticínios da região de Francisco Beltrão / PR. 2012. 37 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Curso Superior de Tecnologia em Alimentos. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Francisco Beltrão, 2012.

VOLKWEIS, D. S. H. et al. Qualidade microbiológica da água utilizada na produção de alimentos por agroindústrias familiares do município de Constantina/RS. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental. Santa Maria - RS, v. 19, n. 1, Ed. Especial, p. 18 - 26, 2015.

VON SPERLING, M. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. Belo Horizonte: Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental, Un. Federal de Minas Gerais, 243 p, 1996.




Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária e Cultura - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.