Universidade-ONG: Extensão Universitária em Educação Popular em Saúde Bucal

Marcos Roberto da Silva Coelho, Eliane Garcia Rezende, Kellen Cristina da Silva Gasque

Resumo


A Educação Popular em Saúde prioriza a relação educativa com a população, cuja importância reside no fato de que a saúde bucal é parte integrante e indissociável da saúde geral e a extensão universitária pode trabalhar a Educação Popular em saúde, levando benefícios para as comunidades assistidas e para os acadêmicos envolvidos nos projetos. Esse relato de experiência positiva, realizado com crianças e adolescentes (6 a 14 anos) frequentadores de uma ONG de Alfenas-MG, trabalhou a Educação Popular em Saúde, por graduandos de Odontologia. O exame intrabucal identificava a dentição, a presença de cárie dentária e a necessidade de tratamento. Foram feitos encaminhamentos para as Unidades Básicas em Saúde ou para a clínica de Odontopediatria da Universidade Federal de Alfenas. Paralelamente às coletas, por meio da Educação Popular em Saúde Bucal, foi trabalhada a Saúde Bucal, de maneira adequada à idade da criança e do adolescente, conforme preconizado por Paulo Freire. Houve uma diminuição na incidência de cárie dentária entre as observações realizadas em 2017 e aquelas de 2018, evidenciando a eficácia da Educação Popular em Saúde Bucal no grupo estudado. Além disso, os acadêmicos envolvidos no projeto se tornaram mais cônscios da realidade comunitária, vislumbrando um atendimento integral do paciente.


Palavras-chave


Extensão Universitária – Educação Popular – Educação Popular em Saúde – Saúde Bucal

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, D.V.; RIBEIRO JUNIOR, N. A Sensibilidade e a humanização dos cuidados em saúde a partir da relação ética com o Rosto do Outro. O Mundo da Saúde, v. 36, n. 3, p. 407-415, 2012.

AL-TAYAR, B.A. et al. Oral health knowledge, attitude, and practices among Yemeni school students. Journal of International Oral Health, v. 11, p. 15-20, 2019. Disponível em: < http://www.jioh.org/article.asp?issn=0976-7428;year=2019;volume=11;issue=1;spage=15;epage=20;aulast=Al-Tayar>. Acesso em: 11 de abril de 2019.

ARRUDA, N.M.; MAIA, A.G.; ALVES, L.C. Desigualdade no acesso à saúde entre as áreas urbanas e rurais do Brasil: uma decomposição de fatores entre 1998 a 2008. Cadernos de Saúde Pública, v. 34, n. 6, p. e00213816, 2018. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-311X2018000605003&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 11 de abril de 2019.

BASHIRIAN, S. et al. Association of caries experience and dental plaque with sociodemographic characteristics in elementary school-aged children: a cross-sectional study. BMC Oral Health, v. 18, n. 7, p. s12903-017-0464-4, 2018. Disponível em: < https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5763616/>. Acesso em: 11 de abril de 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção á Saúde. Departamento de Atenção Básica. Coordenação Nacional de Saúde Bucal. Projeto SB Brasil 2003. Disponível em: . Acesso em: 11 de abril de 2019.

CARDOZO, C.G.; SILVA, L.O.S. A Importância Do Relacionamento Interpessoal No Ambiente De Trabalho. Interbio, v. 8 n. 2, 2014. Disponível em: . Acesso em: 11 de abril de 2019.

FISCHMAN, G.; SALES, S. The Freirean factor. International Studies in Sociology of Education, v. 27, n. 4, p. 438-444, 2018. Disponível em: < https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/09620214.2018.1531049 >. Acesso em: 11 de abril de 2019.

FRANÇA, J.R. Humanização Nos Serviços De Saúde. Ensaios e Ciência Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde, v. 16, n. 3, 2012. Disponível em: < http://revista.pgsskroton.com.br/index.php/ensaioeciencia/article/view/2792 >. Acesso em: 11 de abril de 2019.

FRAZAO, P. Epidemiology of dental caries: when structure and context matter. Brazilian Oral Research,v. 26, n. spe1, p.108-114, 2012. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-83242012000700016 >. Acesso em: 11 de abril de 2019.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 36ª edição. Rio de Janeiro; São Paulo: Paz e Terra, 2014. Disponível em: < http://www.dhnet.org.br/direitos/militantes/paulofreire/livro_freire_educacao_pratica_liberdade.pdf >. Acesso em: 11 de abril de 2019.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 50. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2011. Disponível em: < http://www.dhnet.org.br/direitos/militantes/paulofreire/paulo_freire_pedagogia_do_oprimido.pdf >. Acesso em: 11 de abril de 2019.

GONÇALVES, J.P. Ciclo Vital Início, Desenvolvimento e Fim da Vida Humana Possíveis – Contribuições Para Educadores. Contexto & Educação, v. 31 n. 98, p. 79-110, 2016. Disponível em: < https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoeducacao/article/view/5469>. Acesso em: 11 de abril de 2019.

HUNGER, D. et al. O dilema extensão universitária. Educação em Revista, v. 30, n. 3, p. 335-354, 2014. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0102-46982014000300015&lng=en&nrm=iso&tlng=pt >. Acesso em: 11 de abril de 2019.

LIMA, N.C.; BAPTISTA, T.W.F.; VARGAS, E.P. Ensaio sobre ‘cegueiras’: itinerário terapêutico e barreiras de acesso em assistência oftalmológica. Interface, v. 21, n. 62, 2017. Disponível em: . Acesso em: 11 de abril de 2019.

SANTOS, J.; ROCHA, B.; PASSAGLIO, K. Extensão Universitária E Formação No Ensino Superior. Revista Brasileira De Extensão Universitária, v. 7, n. 1, p. 23-28, 2016. Disponível em: < https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RBEU/article/view/3087 >. Acesso em: 11 de abril de 2019.

SANTOS, L.R.; TONIOSSO, J.P. A importância da relação escola-família. Cadernos de Educação: Ensino e Sociedade, v. 1, n. 1, p. 122-134, 2014. Disponível em: . Acesso em: 11 de abril de 2019.

STRECK, D.R. Entre emancipação e regulação: (des)encontros entre educação popular e movimentos sociais. Revista Brasileira de Educação v. 15 n. 44, 2010. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v15n44/v15n44a07.pdf >. Acesso em: 11 de abril de 2019.

TAVARES, Z. et al. Educação em saúde por meio de feiras. Revista Família, Ciclos de Vida e Saúde no Contexto Social, v. 5, n. 2, p. 245-254, 2017. Disponível em: < http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/refacs/article/view/1711 >. Acesso em: 11 de abril de 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS. Plano de Desenvolvimento Institucional 2016 a 2020/ Universidade Federal de Alfenas. - Alfenas: UNIFAL-MG, 2015 103-f.:il. Disponível em: < https://www.unifal-mg.edu.br/planejamento/pdi-2016-2020/>. Acesso em: 11 de abril de 2019.

VASSALLO, P. Policy Position Paper. Oral Health and General Health: Putting the mouth back in the body. The Platform for Better Oral Health in Europe. Disponível em: < http://www.oralhealthplatform.eu/news/putting-the-mouth-back-in-the-body/>. Acesso em: 11 de abril de 2019.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Closing the Gap in a Generation: Health Equity through Action on the Social Determinants of Health. Final Report of the Commission on Social Determinants of Health. Geneva, Suíça, 2008. Disponível em: . Acesso em: 11 de abril de 2019.

ZEMBYLAS, M. Decolonial possibilities in South African higher education: Reconfiguring humanising pedagogies as/with decolonising pedagogies. South African Journal of Education, v. 38, n. 4, p. 1-11, 2018. Disponível em: < https://www.ajol.info/index.php/saje/article/view/182624>. Acesso em: 11 de abril de 2019.




Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária e Cultura - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.