Ensinagem em desenvolvimento local participativo na formação em saúde

Ricardo Lopes Correia, Samira Lima da Costa, Marco Akerman

Resumo


A ensinagem em desenvolvimento local participativo é uma abordagem social que focaliza a criação e exploração de estratégias de ensinar, a partir da relação professor(a)-estudante-ambiente. Associado ao desenvolvimento local participativo insere-se nas questões sociais na tentativa de produzir equidades e justiças em contextos vulneráveis locais. Neste contexto, o objetivo deste estudo é identificar estratégias de ensinagem na extensão universitária, a partir das experiências de estudantes da saúde. Foi conduzida uma pesquisa documental, a partir de um conjunto de 31 documentos produzidos durante um projeto de extensão universitária em uma cidade do interior de São Paulo, entre os anos de 2011 e 2015. Para o tratamento dos dados foram utilizados procedimentos da Análise Documental e de Conteúdo. Foram incluídos na pesquisa 8 documentos, a partir dos critérios de inclusão e exclusão. Nesses foram identificados a participação, ao longo de todo o período estudado, de 114 estudantes de diversos campos do conhecimento, sendo a maioria (59,6%) do campo da saúde. As estratégias de ensinagem, identificadas nos documentos incluídos na pesquisa, evidenciaram o uso de imersões, rodas de conversas, mapeamentos de rede, brainstorming e projetos de vida local. E os sentidos apreendidos pelos(as) estudantes informaram o envolvimento em conteúdos da interprofissionalidade, das trajetórias pessoais, das atividades e do contexto local. Assim, a abordagem de ensinagem em desenvolvimento local participativo, como uma prática social de ensinar, contribui para a formação de estudantes da saúde, a partir do deslocamento do lócus acadêmico-institucional para aqueles do contexto da vida local cotidiana


Palavras-chave


Desenvolvimento local. Ensinagem. Extensão. Formação em saúde. Relações comunidade-instituição.

Texto completo:

PDF

Referências


AGOSTINHO, M. Ecomapa. Revista Portuguesa de Clínica Geral. (23), p. 327-330, 2007.

AKERMAN, M. Saúde e desenvolvimento local: princípios, conceitos, práticas e cooperação técnica. 2 ed. São Paulo: Hucitec, 2005.

ALBUQUERQUE, L.M.B. Comunidade e sociedade: conceito e utopia. Revista Raízes. 18(20), p. 50-53: Nov. 1999.

ANASTASIOU, L.G.C. Metodologia do Ensino Superior: da prática docente a uma possível teoria pedagógica. IBPEX, Curitiba, 1998.

ANASTASIOU, L.G.C.; ALVES, LP. Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. Joinville, SC, UNIVILLE, 2004.

ÁVILA, V.F. Dupla relação entre educação e desenvolvimento local (endógeno-emancipatório). Paidéia Rev. do Cur. de ped. da Fac. de Ci. Hum., Soc. e da Saú., Univ. Fumec, Belo Horizonte, Ano 9 (12) p. 13-49, 2012.

ÁVILA, V.F. “Paciência”, capitalismo, socialismo e desenvolvimento local endógeno. Revista Internacional de Desenvolvimento Local -. INTERAÇÕES. Campo Grande, v. 9, n.1, p. 85-98, 2008.

ÁVILA, V.F. Pressupostos para a formação educacional em Desenvolvimento Local. Revista Internacional de Desenvolvimento Local – INTERAÇÕES, v. 1, p. 1, p.63-76, 2000.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo, Edições 70, 2016.

BECKER, D. et al. Empowerment e avaliação participativa em um programa de desenvolvimento local e promoção da saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v. 9, n.3, p. 655-667, 2004.

BEZERRA, I.M.P.; SORPRESO, I.C.E. Conceitos de saúde e movimentos de promoção da saúde em busca da reorientação de práticas. Journal Human and Growth Development, v. 26, n.1, p. 11-16. 2016.

CAPOZZOLO, A.A. et al. Formação descentrada na experiência. In: CAPOZZOLO, A.A.; CASSETO, S.J.; HENZ, A.O. (orgs.). Clínica Comum: itinerários de uma formação em saúde. Hucitec Editora, São Paulo, 2013. Capítulo 5, p.124-150.

CORREIA, R.L.a Processos de ensinagem em desenvolvimento local participativo: articulação comunitária e a produção do conhecimento enquanto capital social. 2017. 321f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) – Comissão de Pós-Graduação, Faculdade de Medicina do ABC, Santo André, 2017.

CORREIA, R.L.b O ecomapa na prática terapêutica ocupacional: uma ferramenta para o mapeamento das percepções sobre a participação nas redes sociais de suporte. Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional, Rio de Janeiro, v.1, n.1, p. 67-87, 2017.

CORREIA, R.L; COSTA, S.L; AKERMAN, M. Processos de ensinagem em desenvolvimento local participativo. Revista Internacional de Desenvolvimento Local – INTERAÇÔES. Campo Grande, v.18, n. 3, p. 23-29, 2017.

CORREIA, R.L; ROCHA, C.S. Ordem cultural e desenvolvimento local participativo: estrutura para a prática do terapeuta ocupacional. Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar, São Carlos, v. 24, n.1, p.205-216, 2016.

COSTA, S.L, SILVA, C.R.C. Afeto, memória, luta, participação e sentidos de comunidade. Pesquisas e Práticas Psicossociais, São João del-Rei, v. 10, n. 2, 2015.

COSTA, S.L. Os sentidos da comunidade: construções intergeracionais de memória coletiva na ilha das caieiras, em vitória – ES. Tese (Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social). Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Psicologia, 2008.

DOWBOR, L. POCHMANN, M. Políticas para o desenvolvimento local. São Paulo. Editora Fundação Perseu Abramo, 2008.

FÓRUM DE PRÓ-REITORES DAS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRAS - FORPROEX. Política Nacional de Extensão Universitária. Maio de 2012. Documento sobre os objetivos, marcos históricos e desafios da extensão universitária brasileira. Manaus, 2012, 68 p. Disponível em: http://www.renex.org.br/documentos/2012-07-13-Politica-Nacional-de-Extensao.pdf Acesso em: 06 de janeiro de 2018.

FREIRE, P. Extensão ou Comunicação? Paz e Terra. Ed.15, São Paulo, 2011.

FRAGOSO, A. Contributos para o debate teórico sobre desenvolvimento local: um ensaio baseado em experiências investigativas. Revista Lusófona de Educação, n.1, p. 63-83, 2005.

HARTMAN, A. Diagrammatc assessment of family relationships. Michigan, Social Casework Journal, p.465 – 476. EUA, 1978.

LEITE, F.C; CORREIA, R.L. RUAS, T.C.B. Os desafios da interdisciplinaridade na Faculdade de Medicina do ABC. ABC Health Science, v.40, n.3, p.337-342, 2015.

MINAYO, M.C.S. O desafio do conhecimento: Pesquisa qualitativa em saúde. 12 ed. Hucetec. Rio de Janeiro, 2010.

MOREIRA, C.O.F; DIAS, M.S.A. Diretrizes curriculares na saúde e as mudanças nos modelos de saúde e educação. ABC Health Science, v.40, n.3, p. 300-305, 2015.

OLIVEIRA, F.; GOULART, P. M. Fases e faces da extensão universitária: rotas e concepções. Revista Ciência em Extensão. v.11, n.3, p.8-27, 2015.

PAULA, J.A. A extensão universitária: história, conceito e propostas. Interfaces – Revista de Extensão. v.1, n.1, p. 05-23, 2013.

PIMENTEL, A. O método da análise documental: seu uso numa pesquisa historiográfica. Cadernos de Pesquisa. v. 2, n. 114, p.179-195, 2001.

RIBEIRO, A.C.T. O desenvolvimento local e a arte de “resolver” a vida. In: Lianza, S. ADDOR, F. Tecnologia e desenvolvimento social e solidário. Porto Alegre, Editora da UFRGS, 2005.

SÁ-SILVA, J.R; ALMEIDA, C.D; GUINDANI, J.F. Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais. Ano I, n. I, p.1-15, 2009.

SEN, A. A ideia de justiça. Cia. das Letras, São Paulo, 2011.

SEN, A. Desenvolvimento como liberdade. Cia. das Letras, São Paulo, 2001.

SILVA, A.F.L; RIBEIRO, C.D.M; SILVA JUNIOR, A.G. Pensando extensão universitária como campo de formação em saúde: uma experiência na Universidade Federal Fluminense, Brasil. Interface (Botucatu). v.17, n.45, p.371-384, 2013.

SILVA, R. C; SIMON C.P. Sobre a diversidade de sentidos de comunidades. Revista Psico. Rio Grande do Sul, v. 36, n. 1, 2005.

SOMEKH, N. Construção social da cidade: desenvolvimento local e projetos urbanos. In: DOWBOR, L. POCHMANN, M. (orgs.). Políticas para o desenvolvimento local. São Paulo. Editora Fundação Perseu Abramo, 2008. Capítulo 1, p.17- 40.

UGÁ, V. A pobreza como questão social. Ed UERJ, Rio de Janeiro, 2011.

VALLADARES, L.P. A invenção da favela: do mito de origem a favela.com. Rio de Janeiro, Editora FGV, 2005.




Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária e Cultura - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.