Desempenho produtivo do tomateiro sob cultivo protegido utilizando caldas agroecológicas

Ivo Dahlke, Divanilde Guerra, Eduardo Lorensi de Souza, Mastrângello Enivar Lanzanova, Robson Evaldo Gehlen Bohrer, Maiara Figueiredo Ramires

Resumo


O tomate é um alimento rico em ácidos orgânicos e vitaminas, os quais são indispensáveis para a nutrição dos seres humanos, porém o cultivo convencional utiliza em seu manejo, agrotóxicos que podem deixar resíduos nos frutos e comprometer a saúde dos consumidores. O objetivo desse estudo foi avaliar o desempenho produtivo do tomateiro sob cultivo protegido quando manejados com caldas agroecológicas. O arranjo experimental constou de uma variedade de tomate e três tratamentos fitossanitários, cada qual com cinco repetições, em um delineamento inteiramente casualizado. Os tratamentos testados foram T1 (convencional); T2 (em transição para orgânico) e T3 (testemunha). No T2 as caldas foram utilizadas de forma preventiva e alternadas, uma por semana, e os resultados de produtividade foram comparados com o tratamento convencional e a testemunha. Como resultado se observou que o T1, a base de agrotóxicos foi mais produtivo com média de 3,6 kg planta-1; o T2 também resultou em boa produção e qualidade de frutos, com média de 3,2 kg planta-1, enquanto que a testemunha (T3) apresentou a menor produção, com 2,5 kg planta-1. Portanto, o uso de caldas é viável na produção de tomates sob cultivo protegido.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32929/2446-8355.2019v28n2p204-214

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Cultura Agronômica: Revista de Ciências Agronômicas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Cultura Agronômica
Ilha Solteira - SP
E-ISSN 2446-8355
E-mail: rca.feis@unesp.br
    
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.