Aplicação de acibenzolar-s-methyl em trigo no controle alternativo de Gibberella zea

Daniele Cristina Fontana, Stela Maris Kulckzinsky, Thais Pollon Zanatta, Marcos Vinicius Marques Pinheiro, Juliano Cesar Da Silva

Resumo


O objetivo deste trabalho foi determinar a dose, época e número de aplicação ideais de ácido metil salicílico (ASM) para o controle da giberela durante a antese e sua influência sobre as características agronômicas da cultura do trigo. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados, em esquema fatorial triplo 2x3x4, sendo duas cultivares de trigo, três épocas de aplicação e quatro doses, com três repetições. Avaliou-se o tamanho da espiga, peso da espiga, número de grãos por espiga, número de espiguetas estéreis por espiga, incidência e severidade de giberela, peso de mil grãos e produtividade. As variáveis analisadas foram submetidas à análise de variância e quando significativas os fatores qualitativos foram submetidas à comparação de médias pelo teste Tukey a 5% de probabilidade, e para os fatores quantitativos, realizou-se a análise de regressão. Duas aplicações de ASM, realizadas no início + ½ da antese condicionam menor número de espiguetas estéreis na cultura do trigo. A dose de 37,5 g ha-1 de ASM proporciona baixos percentuais de incidência e severidade de giberela em grãos de trigo, sugerindo inserção do ASM no manejo integrado da doença. A dose de 12,5 g ha-1 de ASM condiciona incremento na produtividade de trigo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32929/2446-8355.2019v28n2p138-151

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Cultura Agronômica: Revista de Ciências Agronômicas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Cultura Agronômica
Ilha Solteira - SP
E-ISSN 2446-8355
E-mail: rca.feis@unesp.br
    
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.