Toxicidade de alumínio na germinação de sementes de Cynara scolymus L.

Raquel Stefanello, Patrícia Carine Hüller Goergen

Resumo


A contaminação da água e dos solos com elementos tóxicos consiste em um grande problema ambiental com implicações para a saúde humana e animal. Entre os metais tóxicos, o alumínio (Al) representa um entrave para a agricultura, podendo causar diversos danos às plantas diminuindo sua produtividade. Assim, objetivou-se com este trabalho avaliar a tolerância ao Al no processo germinativo das sementes de alcachofra. Para tal, as sementes foram colocadas sobre papel embebido em solução aquosa de cloreto de alumínio nas concentrações correspondentes a zero; 30, 60, 90 e 120 mg L-1. Os parâmetros avaliados foram: percentagem de germinação, primeira contagem, comprimento e massa seca de plântulas. Os resultados obtidos indicam que concentrações de Al acima de 30 mg L-1 ocasionam redução do comprimento total das plântulas de alcachofra, não influenciando na percentagem de germinação das sementes. Conclui-se, portanto, que as sementes de alcachofra toleram moderadamente o Al nos níveis propostos neste trabalho.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32929/2446-8355.2019v28n1p42-49

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Cultura Agronômica: Revista de Ciências Agronômicas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Cultura Agronômica
Ilha Solteira - SP
E-ISSN 2446-8355
E-mail: rca.feis@unesp.br
    
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.