Intercâmbio cultural e identidade: um estudo das repercussões da aprendizagem da língua inglesa no exterior na identidade de jovens graduandos

Sylvia Cristina de Azevedo Vitti

Resumo


RESUMO

Este trabalho investiga e estuda as relações entre a experiência de intercâmbio cultural no exterior para a aprendizagem e aperfeiçoamento da Língua Inglesa e as repercussões disso na identidade de jovens graduandos. Procurou-se  compreender como  a aprendizagem e a assimilação de aspectos culturais de uma outra língua afetam a “construção/desconstrução” da identidade de jovens intercambistas. Considerando que o ser humano, como ser cultural e social, constitui a linguagem e é constituído pela mesma, foram analisadas a importância, as articulações e a interdependência da cultura, linguagem e relações sociais na formação da identidade dos seres humanos. Foi realizada uma revisão dos conceitos de identidade dos teóricos contemporâneos sobre identidade humana e foram analisadas as articulações entre educação, educação intercultural, educação sociocomunitária e possíveis transformações sociais decorrentes do processo de interculturalidade. Foi realizado um estudo com dezessete (17) estudantes, de ambos os sexos, contemplados com bolsas de estudo para intercâmbio cultural em países de língua inglesa, concedidas pelo “Programa de Intercâmbio Cultural do Centro Paula Souza”, assim como pelo programa “Ciência sem Fronteiras”, do Ministério da Educação e Cultura - MEC, criado em 2012. Os jovens foram entrevistados e a análise dos dados obtidos revelou que a experiência adquirida favoreceu mudanças no seu modo de pensar e agir, extrapolando a mera aquisição e aperfeiçoamento de competências linguísticas. O estudo evidenciou o movimento, a fluidez e a dinâmica do processo de “construção/desconstrução” da identidade humana e, neste caso, dos intercambistas estudados, os quais avaliaram a sua experiência como muito significativa e importante para sua vida pessoal e formação profissional, pois voltaram diferentes de quando partiram e plenamente conscientes de sua mudança. Eles podem ser considerados agentes de futuras transformações sociais para uma sociedade e um mundo mais abertos ao diálogo.

Palavras-chave: Intercâmbio cultural. Identidade. Língua Inglesa. Interculturalidade. Educação sociocomunitária.

 ---------------------------------------------------------------

Cultural exchange and identity: a study of the impact of learning the English language abroad on the identity of undergraduate students.

ABSTRACT

This work investigates and analyzes the relationship between the experience of cultural exchange for learning and improving English language knowledge and its impact on the identity of undergraduates. We tried to understand how learning and assimilation of cultural aspects of another language affect the “construction/deconstruction” of the identity of exchange students. Considering that the human being, a cultural and social being, constitutes language and is constituted by it, we analyze the importance, interrelationship and connections of culture, language and social relations on human identity construction. The concepts on human identity presented by contemporary scholars have been studied and the interrelationship among education, intercultural education and sociocommunitarian education have been analyzed, as well as possible social changes arising from the interculturality process. We have conducted a study with seventeen (17) students of both sexes, who were granted scholarships to study abroad in English speaking countries. Those were awarded by the “Centro Paula Souza” Intercultural Exchange Program and by the “Ciência sem Fronteiras” Program of the Ministry of Education and Culture – MEC, created in 2012. All the undergraduates were interviewed and the analysis of the collected data showed that the experience abroad promoted changes in their way of thinking and acting, going far beyond the mere acquisition and improvement of their language skills. The study showed the motion, fluidity and dynamics of the human identity “construction/deconstruction” process and, in this case, of the students studied, who evaluated their experience as very significant and important to their personal life and professional training. They felt they returned different from when they left and came back fully aware of their changes. They can be considered as agents for future social changes to a society and a world more open to dialogue.

Keywords: Cultural exchange. Identity. English language. Interculturalism. Sociocommunitarian education.

--------------------------------------------------------------

Intercambio cultural e identidad: un estudio de las repercusiones del aprendizaje de la lengua inglesa en el exterior en la identidad de jovenes graduandos. 

                                               RESUMEN

 Este trabajo investiga y estudia las relaciones entre la experiencia de intercambio cultural en el exterior para el aprendizaje y el perfeccionamiento de la Lengua Inglesa y las repercusiones en la identidad de jóvenes graduandos. Se procuró comprender como el aprendizaje y la asimilacion de los aspectos culturales de una otra lengua afectan la “construcción / desconstrucción” de la identidad de los jovenes de intercambio. Considerando que el ser humano, como ser cultural y social,  constituye el lenguaje y es constituído por el mismo, fueron analizadas la importancia, las articulaciones y la interdependencia de la cultura, lenguaje y relaciones sociales en la formación de la identidad de los seres humanos. Fue realizada uma revisión de los conceptos de identidad de los teóricos contemporaneos sobre la identidad humana y fueron analizadas las articulaciones entre educación, educación intercultural, educación sociocomunitaria y posibles transformaciones sociales decorrentes del proceso de interculturalidad. Se realizó un estudio con diecisiete  (17) estudiantes de ambos sexos, que recibieron becas de intercambio cultural en países de habla inglesa. Las becas fueron  otorgadas por el "Programa de intercâmbio Cultural do Centro Paula Souza", así como por el programa “Ciência  sem Fronteiras”, del  Ministério de Educación y Cultura - MEC, creado en el 2012. Los jóvenes fueron entrevistados y la análisis de los datos obtenidos reveló que la experiencia adquirida favoreció mudanzas en su modo de pensar y actuar extrapolando la simples adquisición y perfeccionamiento de las competencias linguísticas.  El estudio evidenció el movimiento, la fluidez y la dinámica del proceso de “construcción / desconstrucción” de la identidad humana y,  en este caso, de los jóvenes de intercambio, los cuales evaluaron su experiencia como muy significativa y importante para su vida personal y formación profesional, pues regresaron diferentes de cuando partieron y plenamente conscientes de su cambio. Ellos pueden ser considerados agentes de futuras transformaciones sociales para una sociedad y un mundo mas abiertos al diálogo.

                                                

Palabras-clave: Intercambio cultural. Identidad. La lengua inglesa. Interculturalidad. Educación sociocomunitaria.


Palavras-chave


Intercâmbio cultural. Identidade. Língua Inglesa. Interculturalidade. Educação sociocomunitária.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.