Contribuições metodológicas para a extensão a partir da implementação do modelo Community-Supported Agriculture no município de Sete Lagoas-MG

Angelina Moreira Melo, Daniel Calbino, Alair Ferreira de Freitas

Resumo


O presente relato de experiência teve por objetivo geral analisar a metodologia utilizada pelos extensionistas na implementação do modelo Community-supported Agriculture (CSA) em uma horta comunitária de Sete Lagoas. O projeto de extensão surgiu a partir da demanda dos produtores ao apontarem o escoamento da produção como um problema frequente. Assim, a CSA se apresentou como uma alternativa de comercialização que aproxima o consumidor do produtor através de um comercio justo, baseado nas vendas semanais de cestas de produtos agroecológicos. Neste contexto, foram analisadas as ações utilizadas pelos extensionistas, que buscaram construir métodos participativos com base na realidade e interesse dos produtores. A autonomia conferida aos sujeitos foi tida como um ponto central da metodologia, que apesar dos desafios, trouxeram contribuições significativas aos retornos econômicos, sociais e culturais dos envolvidos. 


Palavras-chave


Extensão Rural. Comunidade que Sustenta a Agricultura. Autonomia. Atividades Extensionistas. Metodologia.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, L, A et al. Avaliação das características técnico- produtivas das hortas comunitárias de Sete Lagoas–MG. XIII Congresso de Produção Científica e Acadêmica da UFSJ. Anais... Sete Lagoas, 2015.

ATANASOAIE, G. Distribution channels on the organic foods market. JOURNAL of Horticulture, Forestry and Biotechnology. 2011.v.15(3), p. 19-25.

CALBINO, D; et al. Possíveis equívocos na condução da extensão rural na agroecologia. Congresso Brasileiro de Agroecologia, 10, 2007. Anais... Brasília, 2017.

CARVALHO, E; TEIXEIRA, A; FRANÇA E. As hortas comunitárias urbanas de Sete Lagoas-MG. Congresso pan-americano de incentivo ao consumo de frutas e hortaliças para a promoção da saúde, 5, 2009. Anais... Brasília, 2009.

CASTELO BRANCO M; LIZ RS; ALCÂNTARA FA; MARTINS HAG; HANSON JC.2011. Agricultura apoiada pela comunidade: poderia a experiência dos agricultores americanos ser útil para os agricultores urbanos brasileiros? Horticultura Brasileira 29: 43-49.

CSA BRASIL. 2017. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2017.

ECKERT, D., & Meira, F. B. A mercantilização em contramovimento: Relações de reciprocidade e coesão social na agricultura sustentada pela comunidade em Minas Gerais. 2016. 235 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. 2016.

UFSJ. Análise do perfil socioeconômico dos produtores das hortas comunitárias de Sete Lagoas. Relatório de Pesquisa, Mimeo, 2014.

URGENCI. The International Network for Community Supported Agriculture. Aubagne, FR: Urgenci, 2017. Disponível em: . Acesso em: 8 jun 2017

WELLS, B; GRADWELL, S. Gender and resource management: Community supported agricultura as caring-pratice. AgricultureandHumanValues, 18, 107-119, 2001.




Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.