Integrando ensino, pesquisa e extensão universitária em assistência farmacêutica

Patricia de Carvalho Mastroianni, Carolina Bozza Matheus, Jean Leandro dos Santos

Resumo


Eventos de extensão universitária permanente em formato de seminários, cursos, oficinas e mesas redondas estão diretamente associados ao delineamento de estratégias que permitem avanços em determinadas áreas do conhecimento. Neste trabalho, relata-se a experiência de sete anos de realização do International Meeting on Pharmaceutical Care destacando-se os avanços obtidos por meio de indicadores de resultados propostos e a articulação criada com o sistema público de saúde e possibilitando-se o fomento e o desenvolvimento de uma área recente no âmbito das Ciências Farmacêuticas. Assim, não só a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão fica evidenciada mas também fica evidente como os eventos de extensão podem fortalecer a pesquisa e promover alterações inclusive na estrutura curricular da graduação e pós-graduação. Entre os resultados diretamente relacionados ao evento, destacam-se: ampliação no número de projetos de extensão (05), publicação de livros (03), artigos científicos (06), captação de recursos em agencias de fomentos (03) e prêmios (04). Conclui-se que a integração com o sistema público de saúde, pesquisas sobre seguimento farmacoterapêutico, gerenciamento e otimização da farmacoterapia, modificação no conteúdo programático de disciplinas da graduação entre outras ações catalisadas/proporcionadas pelo evento tem possibilitado o fomento e o fortalecimento da área de Assistência Farmacêutica na Faculdade de Ciências Farmacêuticas (UNESP-Araraquara).

 

Palavras-chave


Universidade. Farmácia. Assistência farmacêutica.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CES 2, de 19 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Farmácia. Diário Oficial da União, Brasília, 4 mar. 2002. v. 139, n. 42, p. 9, Seção 1. Disponível em: . Acesso em: 29 Ago. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de diretrizes e bases do ensino superior. Brasília, 1996. Disponível em: . Acesso em: 29 ago. 2017.

LUCCHETTA, R. C. et al. Evaluación del impacto de una intervención educativa en atención farmacéutica y farmacia clínica. Pharmaceutical Care, España, v. 14, p. 122–127, 2012.

MASTROIANNI, P. C.; SANTOS, J. L.; LUCCHETTA, R. C. (Org.). INTERNATIONAL MEETING ON PHARMACEUTICAL CARE, 2., 2012, Araraquara. Seção Oficina... Araraquara: UNESP, 2012. 8 DVD.

MITRE, S. M. et al . Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 13, supl. 2, p. 2133-2144, 2008. Disponível em: . Acesso em: 29 ago. 2017.

OLIVEIRA, D. R. Atenção farmacêutica: da filosofia ao gerenciamento da terapia medicamentosa. São Paulo: RCN, 2011. 344 p.

SANTOS, J. L.; MASTROIANNI, P. C. (Org.). INTERNATIONAL MEETING ON PHARMACEUTICAL CARE., 1, 2011, Araraquara. Seção Oficina... Araraquara: UNESP, 2011.




Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.