Fatores nutricionais associados a doenças crônicas não transmissíveis

Bruna Neitzel, Laryssa Maria Mendes Geus, Anabelle Retondario

Resumo


Doenças crônicas não transmissíveis são a principal causa de morte e incapacidade prematura no Brasil. Associar a prevalência de doenças crônicas não transmissíveis com perfil nutricional e consumo alimentar de usuários do Sistema Único de Saúde. O consumo alimentar foi avaliado por meio de questionário de frequência alimentar e o perfil nutricional, por antropometria. Diabetes mellitus e hipertensão arterial foram avaliados a partir dos prontuários dos pacientes. 75 pessoas participaram da pesquisa. Os alimentos mais consumidos pelas mulheres foram arroz, feijão e pão branco, e pelos homens, arroz, feijão, pão branco, carne de porco e frutas. 71,8% dos avaliados estavam com excesso de peso, em maior porcentagem entre os homens. Maior ingestão de macarrão, carne de porco, pão branco e leite e menor ingestão de suco natural, refrigerante, ovos, peixe, vísceras e guloseimas tiveram associação com a prevalência de doenças crônicas. Melhorar os hábitos alimentares por meio de ações de educação nutricional se torna relevante e deve ser considerada uma estratégia para prevenção e tratamento dessas doenças.

Palavras-chave


Nutrição em saúde pública. Sobrepeso. Obesidade. Hipertensão. Diabetes Mellitus.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.