Promoção de saúde bucal para pré-escolares: relato de experiência

Lygia Rostoldo Macedo, Karina Tonini dos Santos Pacheco, Carolina Dutra Degli Esposti, Raquel Baroni de Carvalho, Antonio Carlos Pacheco Filho

Resumo


A saúde bucal é parte fundamental e indissociável da saúde geral. As ações educativas nesse âmbito possibilitam a criação de hábitos e noções de autocuidado, especialmente quando desenvolvidas em ambientes estimuladores, como as escolas. Por isso, a realização de atividades de promoção de saúde bucal durante a infância torna-se essencial. O objetivo do presente estudo foi discutir a importância dos programas educativo-preventivos em saúde bucal para pré-escolares por meio da análise da literatura e apresentação do relato de experiência do projeto de extensão Sorrindo na CRIARTE, realizado em um Centro de Educação Infantil da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) desde 2009, sem interrupções. Cerca de 180 crianças dos turnos matutino e vespertino com idade entre 1 – 6 anos são contempladas mensalmente pelo projeto, com atividades educativas e preventivas, com o objetivo de instruir, motivar e educar a respeito dos cuidados com a saúde bucal. Considerando-se a importância de que as orientações sejam realizadas desde a idade mais precoce, e, idealmente, que a inserção das crianças nos programas de promoção da saúde bucal deve ocorrer nos seis primeiros meses de vida, a metodologia do projeto prevê atenção de forma precoce com o intuito de formar o cidadão para os cuidados com sua saúde. Assim, a educação em saúde torna-se um elemento-chave no desenvolvimento dos programas de promoção da saúde bucal, visto que é o processo pelo qual as crianças constroem seus conhecimentos sobre a importância da saúde bucal, assim como também é promovido o desenvolvimento das habilidades necessárias para que elas possam atingir e manter uma saúde bucal adequada, além de prevenir as doenças bucais que são mais prevalentes nessa população. No decorrer do desenvolvimento do projeto, foi possível observar que a educação em saúde bucal para pré-escolares pode ser mais efetiva quando se utilizam recursos adequados para essa faixa etária e que, embora a maioria das crianças reconheça a importância da higiene bucal, as mesmas não conhecem o papel da dieta para a manutenção da saúde bucal desse grupo. A experiência com o projeto, aliada a dados da literatura pertinente, permitiu concluir que os programas de educação em saúde nas escolas devem ser estimulados e precisam envolver professores, agentes de saúde, pais, cirurgiões-dentistas e demais profissionais da área da saúde, pois o trabalho educativo com crianças na fase pré-escolar é mais produtivo em função da receptividade, o que facilita o processo de ensino-aprendizagem, por incorporar de forma lúdica e espontânea os cuidados com a saúde bucal.

 


Palavras-chave


Promoção de saúde. Saúde bucal. Pré-escolares. Programas educativos.

Texto completo:

PDF

Referências


ÂLCANTARA, T. L., et al. Fatores associados à saúde bucal de pré-escolares inseridos em programa educativo preventivo no município de Piracicaba/SP. RPG Rev. Pós Grad. São Paulo, v. 18, n. 2, p. 102-107, 2011.

ANTONIO, L. P., et al. Avaliação de diferentes métodos educativos em saúde bucal em crianças na faixa etária de 7 a 10 anos de idade. RFO, Passo Fundo, v. 20, n. 1, p. 52-58, jan./abr. 2015.

ANTUNES, L. S., et al. Avaliação da percepção das crianças e conhecimento dos educadores frente à saúde bucal, dieta e higiene. Pesqui. Bras. Odontoped. Clin. Integr., João Pessoa, v. 6, n. 1, p. 79-85, jan./abr. 2006.

AQUILANTE, A. G., et al. A importância da educação em saúde bucal para pré-escolares. Rev. Odontol. UNESP, Araraquara, v. 32, n. 1, p. 39-45, jan./jun. 2003.

BASTOS, J. R. M.; PERES, S.H.C.S.; RAMIRES, I. Educação para a saúde. In: PEREIRA, A. C. Odontologia em saúde coletiva: planejando ações e promovendo saúde. Porto Alegre: Artmed, 2003. cap. 6, p. 117-139.

Carta de Ottawa: Primeira Conferência Internacional sobre a Promoção de Saúde. Ottawa, 1986. Disponível em: Acesso em 12 de agosto de 2015.

CARVALHO, T. H. L. et al. Estratégias de promoção de saúde para crianças em idade pré-escolar do município de Patos-PB. REV. Odontol. UNESP, Araraquara, v. 42, n. 6, p. 426-431, nov./dez. 2013.

DALTO, V.; FERREIRA, M. L. Os professores como agentes promotores da saúde bucal. Semina, Londrina, v. 19, p. 47 -50, fev. 1998. Número especial.

FAUSTINO-SILVA, D. D., et al. Cuidados em saúde bucal na primeira infância: percepções e conhecimentos de pais ou responsáveis de crianças em um centro de saúde de Porto Alegre, RS. Rev. Odonto Ciênc., Porto Alegre, v. 23, n. 4, p. 375-379, set. 2008.

FERRETO, L. E.; FAGUNDES, M. E. Conhecimentos e práticas em saúde bucal de professores dos centros municipais de educação infantil de Francisco Beltrão, PR, Brasil. Rev. Faz Ciência, Francisco Beltrão, v. 11, n. 13, p. 143-158, jan./ jun. 2009.

FIGUEIRA, T. R.; LEITE, I. C. G. Percepções, conhecimentos e práticas em saúde bucal de escolares. RGO, Porto Alegre, v. 56, n. 1, p. 27-32, jan./ mar. 2008.

GARCIA, P. P. N. S.; CORONA, S. A. M.; VALSECKI JUNIOR, A. Educação e motivação: Impacto de um programa preventivo com ênfase na educação de hábitos e higiene oral. Rev. Odontol. UNESP, Araraquara , v. 27, n. 2, p. 393-403, 1998.

GARCIA, P. P. N. S. et al. Conhecimento de saúde bucal em escolares: efeito de um método de auto instrução. Rev. Odontol. UNESP, Araraquara, v. 33, n. 1, p. 41-46, jan./mar. 2004.

GARCIA, P. P. N. S. et al. Educação em saúde: efeito de um método de auto-instrução sobre os níveis de higiene oral em escolares. Pesq. Bras. Odontoped. Clin. Integr., João Pessoa, v. 9, n. 3, p. 333-337, set./ dez. 2009.

GARBIN, C. A. S. et al. Saúde bucal e educação infantil: avaliação do desgaste e do acondicionamento de escovas dentárias utilizadas por pré-escolares. Rev. Odontol. UNESP, Araraquara, v. 41, n. 2, p. 81-87, mar./ abr. 2012.

GEUS, J. L., et al. Prevalência de cárie e autopercepção da condição de saúde bucal entre crianças de escolas urbanas e rurais de Ponta Grossa – PR. Pesq. Bras. Odontoped. Clin. Integr., João Pessoa, v. 13, n. 1, p.111-117, jan./ mar. 2013.

GITIRANA, V. F. D., et al. Avaliação de programa de educação odontológico escolar, em crianças de 4 a 5 anos de idade. Rev. Biociênc.,Taubaté, v. 9, n. 4, p. 47-51, out./ dez. 2003.

MORANO JÚNIOR, M., et al. Conhecimentos acerca de saúde bucal de estudantes de um curso de magistério. Pesq. Bras. Odontoped. Clin. Integr., João Pessoa, v. 7, n. 2, p. 131-137, maio/ago. 2007.

MOTA, A. et al. Oral health knowledge, attitude, and approaches of pre-primary and primary school teachers in Mumbai, India. Scientifica, Cairo, v. 2016, p. 1-8, Feb. 2016.

MEDEIROS, M. I. D. et al. Conhecimentos e atitudes de professores de ensino fundamental sobre saúde bucal: um estudo qualitativo. Pesq. Bras. Odontoped. Clin. Integr., João Pessoa, v. 4, n. 2, p. 131-136, maio/ago. 2004.

OLIVEIRA, A. S. S; UEMURA, T. F. Cárie dentária em crianças de um munícipio da Bahia e conhecimento dos seus responsáveis sobre saúde bucal. Rev. Saúde. Com, Jequié, v. 12, n. 2, p. 535-541, 2016.

PIVOTTO, A. Hábito de higiene bucal de escolares do ensino público do município de Itajaí, SC. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) - Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2012.

POMARICO, L.; SOUZA, I. P. R.; TURA, L. F. R. Oral health profile of education and health professionals attending handicapped children. Pesqui. Odontol. Bras., São Paulo, v. 17, n. 1, p. 11-16, 2003.

VASCONCELOS, R. et al. Escola: um espaço importante de informação em saúde bucal para a população infantil. PGR-Pós-Grad. Rev. Fac. Odontol., São José dos Campos, v. 4, n. 3, p. 43-51, set./ dez. 2001.

VASEL, J.; BOTTAN, E. R.; CAMPOS, L. Educação em saúde bucal: análise do conhecimento dos professores do ensino fundamental de um município da região do Vale do Itapocu (SC). RSBO, Joinville, v. 5, n. 2, p. 12-18, fev. 2008.




Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.