Trabalhando conceitos de neurociência na escola: saúde do cérebro e plasticidade cerebral

Karine Ramires Lima, Alexandre Garcia, Geórgia Elisa Filipin, Liane da Silva de Vargas, Pâmela Billig Mello-Carpes

Resumo


A neurociência se constitui como uma área importante para o processo educacional, tanto para o professor como para os alunos, pois está diretamente relacionada com os processos de aprendizagem. Com a ideia de divulgar a neurociência e expandir o conhecimento científico para além da universidade criou-se o programa de extensão POPNEURO. Este artigo traz o relato de ações realizadas no âmbito do programa abrangendo os temas “saúde do cérebro" e "neuroplasticidade", com a finalidade de estimular à prática de hábitos saudáveis e proporcionar uma melhor compreensão das características do cérebro humano. As ações ocorreram em quatro escolas da rede pública no município de Uruguaiana-RS, abrangendo cento e dezenove alunos e cinco professores e contaram com uma breve explanação teórica e atividades práticas que proporcionaram maior compreensão sobre a temática. As ações desenvolvidas mostraram-se satisfatórias, pois despertaram grande interesse dos estudantes e educadores, levando conhecimento científico que, por vezes, restringe-se ao meio acadêmico. Desta forma verificou-se que os objetivos das ações foram alcançados, proporcionando conscientização sobre a saúde do cérebro e promovendo a popularização da neurociência em ambiente escolar.

Palavras-chave


Neurociência. Educação. Saúde. Neuroplasticidade. Divulgação da ciência.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. SECRETARIA DE POLÍTICAS DE SAÚDE. A promoção da saúde no contexto escolar. Revista Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 36, n. 4, p. 533-535, 2002.

CHOPRA, D.; TANZI, R. E. Supercérebro: como expandir o poder transformador da sua mente. Tradução de Bianca Albert, Eliana Rocha, Rosane Albert. São Paulo: Alaúde Editorial, 2013.

CHUDLER, E. H. The brain game. Disponível em: . Acesso em: 12 fev. 2016.

CORREA, E. J. Extensão universitária, política institucional e inclusão social. Revista Brasileira de Extensão Universitária, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 12-15, 2003.

COTMAN, C. W.; BERCHTOLD, N. C. Exercise: a behavioral intervention to enhance brain health and plasticity. Trends in Neurosciences, Amsterdam, v. 25, n. 6, p. 295-301, 2002.

FRISON, M. D.; VIANNA, J.; RIBAS, F. K. Ensino de ciências e aprendizagem escolar: manifestações sobre fatores que interferem no desempenho escolar de estudantes da educação básicas. SEMINÁRIO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA REGIÃO SUL, 9., 2012, Caxias do Sul. Anais ... Caxias do Sul, 2012.

GLEESON, M. et al. The anti-inflammatory effects of exercise: mechanisms and implications for the prevention and treatment of disease. Nature Reviews Immunology, London, v. 11, p. 607-615, 2011.

GROSSI, M. G. R. et al. Uma reflexão sobre a neurociência e os padrões de aprendizagem: a importância de perceber as diferenças. Debates em Educação, Sergipe, v. 6, n. 12, p. 93-111, 2014.

HERCULANO-HOUZEL, S. O cérebro nosso de cada dia: descobertas da neurociência sobre a vida cotidiana. Rio de Janeiro: Vieira & Lent, 2002.

LENT, R. Cem bilhões de neurônios: conceitos fundamentais em Neurociência. São Paulo: Atheneu, 2001.

LURIA, A. R. Fundamentos de Neuropsicologia. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos; São Paulo: Edição da Universidade de São Paulo, 1981.

MAGALHÃES, C. E. R.; SILVA, E. F. G.; GONÇALVES, C. B. A interface entre a alfabetização científica e divulgação científica. Revista Amazônica de Ensino de Ciências, Belém, v. 5, n. 9, p. 14-28, 2012.

MARANDINO, M. Educação, ciência e extensão: a necessária promoção. Revista Cultura e Extensão USP, São Paulo, v. 9, p. 89-100, 2013.

MARLATT, M. W. et al. Running throughout middle-age improves memory function, hippocampal neurogenesis and BDNF levels in female C57Bl/6J mice. Developmental Neurobiology, Hokoben, v. 72, p. 943-952, 2012.

MARQUES, M. O. A aprendizagem na mediação social do aprendido e da docência. Ijuí: Editora Unijuí, 2006.

NEVES, B. et al. Physical exercise prevents short and long-term deficits on aversive and recognition memory and attenuates brain oxidative damage induced by maternal deprivation. Physiology & Behavior, New York, v. 152, p. 99-105, 2015.

OLIVEIRA, G. G. Neurociências e os processos educativos: um saber necessário na formação de professores. Educação Unisinos, São Leopoldo, v. 18, n. 1, p. 13-24, 2014.

PAJONK, F. G. et al. Hippocampal plasticity in response to exercise in schizophrenia. Archives of General Psychiatry, Chicago, v. 67, n. 2, p. 133-143, 2010.

RAMOS, D. K. Jogos cognitivos eletrônicos: contribuições à aprendizagem no contexto escolar. Ciências & Cognição, Rio de Janeiro, v.18, p. 19-32, 2013.

ROTTA, N. T.; BRIDI FILHO, C. A.; BRIDI, F. R. S. Neurologia e aprendizagem: abordagem multidisciplinar. Porto Alegre: Artmed, 2016.

SANTOS, F. Do Ensino de ciências como mudança conceitual à fronteira de uma abordagem afetiva. 1996. 175 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Ciências em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianóplis, 1996.

SANTOS, G. R. S. et al. Promoção da saúde e prevenção de doenças crônicas em escolares. Revista Ciência em Extensão, São Paulo, v. 10, n. 3, p. 173-185, 2014.

SCHIMIDT, H. L.; MELLO-CARPES, P. B.; CARPES, F. P. The role of regular physical exercise for enhancement of long-term memory in the elderly: a review of recent evidences. PAJAR - Pan American Journal of Aging Research, Uruguaiana, v. 3, p. 60-68, 2016.

SCHIMIDT, H. L. et al. Memory deficits and oxidative stress in cerebral ischemia-reperfusion: Neuroprotective role of physical exercise and green tea supplementation. Neurobiology of Learning and Memory, San Diego, v. 114, p. 242-250, 2014.

SMITH, P. J.; BLUMENTHAL, J. A. Dietary factors and cognitive decline. The Journal of Prevention of Alzheimer’s Disease, v. 3, n. 1, p. 53-64, 2016.

WALKER, M. P.; STICKGOLD, R. Sleep, memory and plasticity. Annual Review of Psychology, Palo Alto, v. 57, p.139-166, 2006.




Creative Commons License
Revista Ciência em Extensão by Pró-Reitoria de Extensão Universitária - UNESP - Brasil is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.
Based on a work at ojs.unesp.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/about/editorialPolicies#custom0.