Levantamento fitossociológico de plantas daninhas na cultura do feijão-caupi

Arlete da Silva Bandeira, Raelly da Silva Lima, Ednilson Carvalho Teixeira, Renan Thiago Carneiro Nunes, Victor Rosário de Novais, Ubiratan Oliveira Souza, Everardes Públio Júnior

Resumo


A presença das plantas daninhas nas áreas agrícolas contribui para o aumento dos custos de produção, além de interferir na produtividade e na qualidade do produto final da cultura de interesse. Diante do exposto, o objetivo deste trabalho foi verificar a composição de plantas daninhas presentes na área de cultivo do feijão-caupi em Vitória da Conquista, BA. As avaliações foram realizadas mediante ao lançamento aleatório de um quadrado vazado de 0,25 m2, lançado, aleatoriamente, aos 7, 14, 21, 28, 35, 42, 49, 56 e 63 dias após a emergência (DAE) do feijão-caupi. As plantas abrangidas pelo quadrado de amostragem foram recolhidas, contadas e identificadas. Foram identificadas 43 espécies de plantas daninhas distribuídas em 36 gêneros e 17 famílias botânicas. As principais famílias encontradas foram Poaceae (nove espécies), Asteraceae (seis espécies) e Malvaceae (seis espécies) e, dentre as classes botânicas, destacou-se as eudicotiledôneas (77 %). As espécies que apresentaram maiores valores para  frequência relativa, densidade relativa, abundância relativa e índice de valor de importância (IVI) foram Portulaca mucronata, Digitaria horizontalis e Panicum maximum. As espécies D. horizontalis e P. maximum aparesentaram maiores IVI aos 7 e 21 dias após a emergência da cultura, respectivamente.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cultura Agronômica: Revista de Ciências Agronômicas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Cultura Agronômica
Ilha Solteira - SP
E-ISSN 2446-8355
E-mail: rca.feis@unesp.br
    
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.