Conhecimentos éticos dos engenheiros agrônomos atuantes na cidade de Dourados-MS

Lucas Possamai, Bruna Carolina Statkievicz

Resumo


Em nosso cotidiano constantemente encontramos situações em que nos deparamos com problemas relacionados à moral, e nos fazem pensar sobre nossas decisões, escolhas, ações e comportamentos, onde seremos julgados entre o que é socialmente considerado como correto ou errado. Diante das conquistas tecnológicas atuais, a ética está presente nos debates a respeito do comportamento humano e o seu estudo se faz necessário para que as pessoas orientem seu comportamento de acordo com a nova realidade na vida social. Ética é definida como a explicitação teórica do fundamento último do agir humano na busca do bem comum e da realização individual. Este trabalho teve como objetivo avaliar o conhecimento dos profissionais formados em agronomia sobre ética e legislação profissional da categoria. Foram entrevistados 21 profissionais, através de questionários com questões abertas e fechadas, sendo realizado no período de junho a julho de 2017 na cidade de Dourados-MS. Os resultados apontaram que na região de Dourados-MS a maioria dos engenheiros agrônomos são do sexo masculino, atuam como assistentes técnicos, com 1 a 5 anos de atuação, possuem faixa etária de 20 a 39 anos e a maioria dos entrevistados tem conhecimento sobre o conselho profissional e as implicâncias éticas da profissão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32929/2446-8355.2018v27n4p493-500

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cultura Agronômica: Revista de Ciências Agronômicas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Cultura Agronômica
Ilha Solteira - SP
E-ISSN 2446-8355
E-mail: rca.feis@unesp.br
    
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.