Desempenho agronômico de 13 genótipos de girassol no sudoeste baiano

Bismark Lopes Bahia, Renan Thiago Carneiro Nunes, Vandearley Neves de Souza, Breno Rosa Neves, Giliarde Alves Reis, Erison Martins de Souza, Leandro Gonçalves dos Santos, Evilásio dos Santos Souza, Ana Paula Oliveira Caetano

Resumo


O cultivo de girassol (Helianthus annuus L.) se destaca por ser uma planta de ciclo curto, ter alto teor de óleo nos grãos, aonde o mesmo é utilizado para produção de biodiesel e alimentação humano, podendo também ser empregada para alimentação animal, assim como a silagem da planta e a torta proveniente da extração do óleo. Diante desses fatores, buscou-se avaliar o desempenho da cultura em diferentes condições no Sudoeste Baiano. O experimento foi realizado em condições de campo na área do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano Campus Guanambi, avaliando-se o desempenho produtivo de 13 genótipos no semiárido baiano. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com quatro repetições. O ciclo da cultura foi de 120 dias. Houve diferença estatística (p<0,05) para os caracteres produção de grãos, peso de 1000 aquênios, produção de matéria seca na floração, área foliar, altura de inserção do capítulo, diâmetro do capítulo e o rendimento de óleo, não havendo diferença apenas para os teores de N, P e K no florescimento. Os genótipos CF 101, BRS G43, HÉLIO 250 e SYN 045 foram os que apresentaram simultaneamente maior rendimento de grãos e de óleo. O genótipo CF 101 se destacou por possuir baixa estatura.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32929/2446-8355.2018v27n4p396-406

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cultura Agronômica: Revista de Ciências Agronômicas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Cultura Agronômica
Ilha Solteira - SP
E-ISSN 2446-8355
E-mail: rca.feis@unesp.br
    
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.