Seletividade de herbicida sobre o crescimento inicial da cana-de-açúcar: I- metribuzin

Fernando Tadeu de Carvalho, Carlos Eduardo Batista

Resumo


O herbicida metribuzin aplicado em cana-de-açúcar pode atingir as gemas da cultura em diferentes concentrações a depender da textura do solo e da quantidade e, ou qualidade de chuvas e, neste caso, há poucas informações sobre a possibilidade de prejuízos que podem ocorrer. O objetivo do trabalho foi verificar a seletividade do metribuzin aplicado diretamente sobre as gemas nos toletes da cultura. O trabalho foi desenvolvido no município de Ilha Solteira, SP e o delineamento foi o de blocos inteiramente casualizados com sete tratamentos e quatro repetições. As unidades experimentais foram constituídas de vasos plásticos de cinco litros com terra de campo, textura argilosa. A variedade de cana-de-açúcar utilizada foi a RB 86-5453 e os tratamentos constituíram-se das concentrações do herbicida metribuzin aplicadas nas gemas das mudas: 100%; 50%; 10%; 1%; 0,1%; 0,01% e uma testemunha sem aplicação. As avaliações de seletividade dos tratamentos foram realizadas através de testes de biometria. Observou-se que o herbicida metribuzin é altamente seletivo à cana-de-açúcar nas concentrações de 0,01%, 0,1%, 1,0% e 10,0% aplicadas diretamente nas gemas antes do plantio dos colmos. As concentrações de 50,0% e 100,0% do herbicida também permitiram a germinação e a emergência das gemas, mas causaram reduções significativas no crescimento das plantas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cultura Agronômica: Revista de Ciências Agronômicas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Cultura Agronômica
Ilha Solteira - SP
E-ISSN 2446-8355
E-mail: rca.feis@unesp.br
    
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.