ANÁLISE DE CRESCIMENTO E FATORES CLIMÁTICOS NA ESTAQUIA DA PITAIEIRA [Hylocereus undatus (Haw.) Britton & Rose] TRATADAS COM CITOCININA BAP

Fabio Ferreira Cruvinel, Ivan Marcos Rangel Junior, Luiz Aurélio Peres Martelleto, Marco Antonio da Silva Vasconcellos

Resumo


A análise quantitativa do crescimento vegetal fornece
informações importantes sobre o desenvolvimento de frutíferas de interesse
econômico. A técnica consiste em mensurações periódicas da biomassa ou
caracteres não destrutivos ao longo do tempo. A correlação das taxas de
crescimento com fatores climáticos descreve o comportamento do vegetal frente
às condições ambientais. Neste trabalho utilizou-se a abordagem não destrutiva
da análise quantitativa do crescimento vegetal para obter e examinar as taxas
de crescimento na estaquia da pitaia tratadas com 0 e 100 mg.L-1 de
citocinina 6-benzilaminopurina (BAP), em experimento com delineamento
estatístico inteiramente casualizado (DIC) com parcelas subdivididas no tempo
(14 medições semanais) com quatro repetições e cinco estacas por repetição,
verificando o incremento em tamanho (cm) da soma do comprimento dos cladódios
ao longo do tempo. As brotações foram medidas com trena milimétrica e a área
foliar foi calculada pelo volume dos cladódios considerados para cálculo como
prismas geométricos. A obtenção das taxas de crescimento vegetal foi realizada
pelo método funcional. Os dados climáticos foram obtidos na Estação Automática
Ecologia em Seropédica-RJ. Foram calculadas as correlações de Pearson dos dados
climáticos com as taxas de crescimento obtidas. A análise estatística foi feita
dos dados primários indicando diferenças entre o crescimento de estacas
tratadas com BAP e a testemunha. As taxas de crescimento mostraram-se ajustadas
com os dados originais. Houve correlação negativa significativa entre as taxas
de crescimento e os dados de Radiação do período das 19 h (22 h UTC).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cultura Agronômica

Cultura Agronômica
Ilha Solteira - SP
E-ISSN 2446-8355
E-mail: rca@agr.feis.unesp.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional