DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DOS INDIVÍDUOS EM TRÊS POPULAÇÕES DE Dipteryx alata Vogel COM BASE EM CARACTERES MORFOLÓGICOS

Daniela Silvia de Oliveira Canuto, Alexandre Marques da Silva, Mario Luiz Teixeira de Moraes, Ananda Virginia de Aguiar

Resumo


O reconhecimento da existência de estruturação espacial nas populações naturais auxilia no estabelecimento de medidas de conservação genética, indicando formas de maximizar a diversidade genética na coleta de sementes. Desta maneira, este trabalho teve como objetivo avaliar o padrão de distribuição espacial em três populações naturais de Dipteryx alata, com base nos caracteres morfológicos altura e diâmetro a altura do peito (DAP). As populações naturais localizam-se em Campina Verde (MG), Itarumã (GO) e Brasilândia (MS), onde as árvores foram identificadas, medidas e georreferenciadas. A análise da distribuição espacial foi realizada a partir da estimativa do Índice de Moran. Concluiu-se que as populações apresentam estruturação espacial fraca, sendo recomendadas para formação de populações base para programas de melhoramento e conservação ex situ e in situ.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Cultura Agronômica: Revista de Ciências Agronômicas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Cultura Agronômica
Ilha Solteira - SP
E-ISSN 2446-8355
E-mail: rca.feis@unesp.br
    
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.