DOSES E ÉPOCAS DE ADUBAÇÃO NITROGENADA E PODA APICAL NA PRODUÇÃO E QUALIDADE DAS SEMENTES DE QUIABEIRO

Antonio Wagner Pereira Lopes, Marco Eustáquio de Sá

Resumo


O
presente trabalho teve por objetivo verificar o comportamento do quiabo
cultivar Santa Cruz - 47 e sua resposta a diferentes doses e épocas de adubação
de nitrogênio em cobertura e o efeito da poda apical. O experimento foi
conduzido na UNESP/FEIS. Utilizou-se o delineamento experimental em blocos
casualizados com 20 tratamentos e três repetições, obtidos da combinação entre
doses de N (0, 25, 50, 75 e 100 kg ha-1 de N), época de cobertura
(30 e 45 dias) e poda (sem e com poda). Foram avaliados: o número médio de
frutos por planta, o número de sementes por frutos, massa de 100 sementes,
produtividade de sementes. A aplicação de nitrogênio aos 45 dias após a emergência
das plantas proporcionou um maior número de frutos por plantas e aumento na
produtividade. Ocorreu um incremento na produtividade média de sementes de
quiabeiro da ordem de 28% com a poda apical.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2008 Cultura Agronômica: Revista de Ciências Agronômicas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Cultura Agronômica
Ilha Solteira - SP
E-ISSN 2446-8355
E-mail: rca.feis@unesp.br
    
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.